Blog do Cobredireto

Erros de digitação em lojas virtuais causam euforia em compradores




Recentes erros de digitação têm preocupado lojistas virtuais de todo o mundo. Quando cuidamos de lojas virtuais muito grandes, com enorme quantidade de produtos, é possível que haja algum tipo de erro, seja na digitação das características do produto ou mesmo no preenchimento do valor.

Aconteceu com a loja virtual norte americana Sears, especializada na venda de eletrônicos. Ao preencher os dados e informações sobre o produto, o valor foi preenchido incorretamente como US$ 69,00, enquanto o valor do mesmo ultrapassa os US$ 300,00. E o produto, por coincidência, é um dos que tem grande apelo entre os usuários da web: Um iPad2 com 16GB e Wi-Fi da Apple.

O resultado não poderia ser outro: Em poucos minutos a loja virtual estava sendo invadida por centenas de pedidos de compra do produto. A divulgação do erro, que até então era uma promoção bombástica, foi feita através do Twitter e Facebook, elevando a loja virtual a um dos mais comentados tópicos do dia no microblog. Horas depois a loja virtual percebeu o erro e removeu o produto de seu site, comunicou os clientes por e-mail dizendo que o produto não seria entregue e que o valor seria estornado, além de culpar o fornecedor pelo erro na informação de venda.

Alguns usuários ficaram furiosos com a medida da empresa e alegaram que utilizaram esta maneira de divulgação (um viral, como é chamado) foi proposital. Outros afirmavam que entrariam imediatamente com um processo contra a empresa, inclusive por danos morais.

O erro não foi exclusivo da Sears. Recentemente a loja virtual australiana DickSmith apresentou um erro em seu website em que permitia que os consumidores comprassem produtos de graça. Entre as mercadorias estavam televisores e iPod’s, também da Apple. Redes sociais no país e até mesmo estações de rádio ficaram eufóricas com a possibilidade, acreditando ser algum tipo de saldão temporário da empresa.

Em comunicado oficial a DickSmith informou que passou por um problema em seu website, porém concedeu um desconto de 10% aos consumidores frustrados que adquiriram os produtos por conta do erro tecnológico.

Tags:, , , , , ,