Blog do Cobredireto

Guia CobreDireto: Como fazer o planejamento certo para o seu e-commerce




A partir de hoje chega ao final a nossa série de posts “Guia CobreDireto”, que trouxe dicas rápidas para quem pretende começar ou já tem uma loja virtual e deseja expandi-la. Na próxima semana começaremos uma nova série, a “Passo-a-passo”, que mostrará como se cadastrar em ferramentas, criar blogs e outras dicas, passo-a-passo, para que você possa incrementar ainda mais a sua loja virtual.

O artigo de hoje fala diretamente com quem pretende abrir a sua loja virtual, seja os que já possuam ou não uma loja física. O Guia foi dividido em 5 dicas que o CobreDireto separou para facilitar a sua entrada no comércio eletrônico brasileiro com o pé direito, além de nortear os seus próximos passos para que você continue no caminho certo. Confira na íntegra:

O planejamento faz parte do negócio

É importante planejar a entrada da sua loja virtual. Por mais que o mercado pareça tentador – e realmente é por conta dos R$ 16 bilhões anuais de faturamento – todo cuidado é pouco para a sua loja ser criada e poder permanecer competitiva.

- Faça uma análise do seu mercado: O Google é um bom aliado para quem pretende abrir a sua loja virtual. Pegue as palavras-chave que você, como consumidor mais acredita que tenha referência aos produtos que você pretende vender na sua loja virtual e faça uma pesquisa no Google. Em uma planilha – ou documento, se preferir – anote o endereço dos concorrentes, o público-alvo que aparenta que eles foquem, o preço médio dos produtos comercializados, as formas de pagamento, etc;

- Comece a busca dos seus fornecedores: Muitos dos que pretendem começar no e-commerce já possuem um ou dois fornecedores de produtos. Isto é importante, mas invista o seu tempo antes da abertura da loja virtual na busca por mais fornecedores, para que você não fique preso a apenas uma empresa. Ter a redundância de locais em que os pedidos possam ser feitos poderá ser fundamental para não deixar a sua loja virtual parada com diversos produtos indisponíveis, o que pode demonstrar para o seu consumidor que a sua marca não tem capacidade de gestão de compra nos fornecedores;

- Analise os canais de publicidade: A internet dispõe de diversos canais de publicidade. Existem fóruns, blogs, sites de notícias, portais de conteúdo, portais de anúncios, sites de buscas, shoppings, redes sociais, comparadores de preços e outros meios. Há também os meios de publicidade tradicionais que podem ser usados em favor do seu e-commerce, como presença física em lojas, representação comercial, panfletagem, outdoors, veiculação publicitária, etc. Na internet, a vantagem é que toda a repercussão pode ser observada em tempo real, de acordo com a mídia escolhida. Faça cotações com agências de publicidade, ou se preferir, faça você mesmo as cotações diretamente com os sites e equacione o quanto terá que investir para propagar a sua marca;

- Consulte diversas opiniões sobre a sua loja virtual: Não esqueça que o site, ou seja, a vitrine online da sua loja virtual é a responsável por suas vendas. Não há vendedores que acompanham os clientes nas visitas, por isso cote com diversas empresas que produzem websites modelos diferentes de lojas virtuais que tenham o objetivo de, sozinhas, venderem os produtos que você comercializará. Lembre-se de investir também na descrição dos produtos de forma completa, para que os mecanismos de buscas possam coloca-lo posteriormente em seus resultados de pesquisas;

- Não se esqueça dos custos operacionais: Lojas virtuais com mensalidades baixas fazem com que muitos novos empreendedores se esqueçam dos custos operacionais que também devem ser contabilizados, como o aluguel de escritório (quando a pessoa não for operar de própria casa), o custo da assessoria contábil, assessoria de marketing, custo de conta telefônica, conta de luz, impostos obrigatórios, manutenção mensal do servidor, taxas das bandeiras de cartões de crédito e filiações bancárias, etc. Com todos os custos equacionados, além da tabela de preços do fornecedor, você poderá negociar preços melhores em condições de compras específicas para baratear os preços dos produtos e poder entrar no mercado com forte competitividade.

Se você está lendo este artigo, saiba que o primeiro passo já foi dado, que é a busca por informações que possam te ajudar na montagem estrutural da sua operação web. O CobreDireto, por meio do fornecimento de soluções para pagamentos online, coloca-se a sua disposição para sanar dúvidas que possam existir no processo de venda das suas mercadorias, desde a escolha do produto do cliente, até a aprovação de pagamento do banco ou da operadora de cartão de crédito.

Boa sorte e bons negócios com a sua loja virtual!

Tags:, , , , , ,